Victor Santos: Uma noite em casa da irmã de Amália.

DSCI1134

REGINA BOSTULIM, de Coimbra (Portugal) –

03/11/2013

Fui à Portagem de Coimbra, e na mesa do lado, no Café Toledo, estava o fadista português Victor Santos, recém chegado de Paris, onde morou por mais de 20 anos. (A Portagem, e mais especificamente o café Toledo, são locais onde aportam todos os recém-chegados de Paris, não me perguntem porquê). (Por que chegam ou por que chegam logo ali quando vêm a Coimbra ainda me são mistérios indecifráveis que (ainda) não me é permitido desvendar).

Começamos a falar de amenidades, dali passamos às periculosidades, portuguesas e parisienses. En passant, o bello me conta que em Paris morava próximo a Pigalle, bairro boêmio que considera perigoso na madrugada. Passamos a discutir política. O atual panorama da política francesa e seus radicalismos, que aliás assustam o artista, adepto da Equalité-Fraternité que considera de certa forma já não existir na França (ou “em França”, como dizem por aqui).

Nos planos do cantor está uma turnê brasileira, ou como se diz aqui (cá) em Portugal, uma digressão, que pensa começar no Rio de Janeiro, onde tem contatos no meio artístico. (Um dos contatos é Carlos Mello, radialista na cidade de Valparaíso, a 30 km do Rio).

Mas o furo de reportagem que Victor me conta é “uma noite de fados (quase) em casa de Amália”. (“Em casa” da irmã dela, e por casa se entende o palco, que melhor casa para o fado que o palco?). Perdeu o trem de 23:30 para Coimbra, e como forma de fazer passar o tempo até o trem das 2:30 da madrugada, pegou um táxi até perto do bairro de Alfama. (Famoso reduto do fado, não só de Amália, a maior de todas, mas de todos os grandes, e dele também). Acabou indo parar num show em que a irmã de Amália Rodrigues o chama ao palco, onde cantou vários fados, sendo ovacionado de pé pelo público ali presente. Passou-se uma semana, não vi mais o fadista.

Mais outra semana, e eis que o vejo de novo na Portagem. Sempre com o mesmo ar galante que o caracteriza. Deu-me um calendário escrito em francês, autografado, e deixou-me seu contato telefônico para shows: 06 31 18 25 33.

 DSCI1135Victor Santos, fadista. Amigo de Amália Rodrigues.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em 13/11/2013 às 11:16 e está arquivada sob Uncategorized. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: